Léo Duarte: Ex-menino de rua, Conselheiro Tutelar na TV Record

leon

 

O conselheiro tutelar Leonardo Duarte no Lançamento da Campanha de Enfrentamento a Violência Contra a Criança e o Adolescente defendendo a criação de delegacias especializadas para apurar crimes cometidos contra o público infanto juvenil.

A trajetória de Leonardo Duarte , 34 anos, é marcada pelas barreiras a serem superadas. Todas elas sempre transpostas. Desde a infância pobre em Juazeiro do Norte, no Ceará, precisava bater de porta em porta e pedir alimento para a família de quatro irmãos.

Aos 12 anos, uma luz parecia iluminar o seu caminho. Como as duas irmãs mais velhas já moravam em São Bernardo, sua mãe, separada do pai, decidiu seguir para o ABCD em busca de uma situação social melhor. Vieram do Ceará dentro de um carro. Detalhe: foram cinco dias de viagem e o automóvel estava dentro de um caminhão cegonha.

LEONARDO DUARTE: EX-MENINO DE RUA, HOJE FOTÓGRAFO, EDUCADOR SOCIAL E CONSELHEIRO TUTELAR NO QUADRO SUPERAÇÃO DA TV RECORD

Conseguiram uma casa. Leonardo manteve sua rotina de pedir comida pela vizinhança, assim como fazia em território cearense. Mas a receptividade na Região não era a mesma de sua terra natal. Com medo da violência urbana, a população da cidade grande pouco auxiliava o menino, que precisou ir trabalhar em uma banca. Foi um passo para começar a viver mais tempo pelas ruas. Passou a vender balas nos semáforos e ônibus coletivos. Entrou na chamada situação de rua. Foi vítima do sofrimento decorrente da violência, discriminação, fome, frio. Fazia parte de um grupo de quase 10 garotos. A maioria morreu em meio ao caos urbano que vivia ou foram presos.

Quando o fundo do poço estava próximo também para Leonardo, o divisor de águas foi estabelecido na vida do rapaz. Foi no projeto Meninos e Meninas de Rua que descobriu que poderia ter um futuro diferente. Tudo mudou. Começou a participar dos programas e eventos que discutiam os direitos da criança e do adolescente. Com uma fala bem articulada, era sempre escolhido para representar o Estado de São Paulo no Encontro Nacional de Meninos e Meninas de Rua.

Por meio do projeto, conheceu a fotografia. Entrou na área para trabalhar em jornais e revistas. Passou a clicar para uma famosa publicação que tratava do mundo dos famosos. Mas aquele não era o seu mundo. Em 1999, tornou-se educador social. Era o momento de lutar pela vida daqueles que, como ele, sofreram com a situação de rua. Virou fotógrafo da Fundação Criança de São Bernardo, onde ministrou aulas sobre o assunto para meninos carentes.

No final de 2011, foi eleito e tomou posse como conselheiro tutelar na cidade. Leonardo e os demais conselheiros da unidade número um do município atendem cerca de 50 pessoas por dia. Tratam desde trâmites mais simples, como direitos básicos da criança, até casos de abuso sexual. Diz ser movido pela indignação de ver pessoas que aqui vivem no luxo, como se estivessem na Suíça, e outras pessoas próximas com a mesma situação de quem vive na Somália.

Mesmo ciente das dificuldades, este cidadão do ABCD nutre a esperança de vivenciar uma situação melhor para os seus semelhantes. Sonha em ver as pessoas podendo escolher o que querem para si, mas prefere não ser fantasioso diante daquilo que tem assistido, pois há muito a ser feito ainda.

Por: Walter Fernandes ([email protected])

Fonte: http://www.abcdmaior.com.br/noticia_exibir.php?noticia=41049

Léo Duarte

Leonardo Duarte: Ex-menino de rua, hoje Fotógrafo, Educador Social e Conselheiro Tutelar.