Conselhos Tutelares paralisam atividades a partir de segunda-feira

Os conselhos tutelares de Florianópolis – Norte, Sul, Centro e Continente – vão paralisar parcialmente as atividades a partir desta segunda-feira devido à falta de pessoal e estrutura. As entidades denunciam que os telefones celulares utilizados pelos conselheiros estão bloqueados, e que enquanto o serviço não for restabelecido, os plantões estão suspensos na cidade.

Desde quarta-feira o Conselho Tutelar do Norte da Ilha paralisou parcialmente os serviços. A entidade informa que o protesto se deu devido à falta de recursos humanos e materiais. A unidade reclama que está sem um técnico administrativo, com a falta de um conselheiro tutelar e que os telefones fixos não estão realizando ligação para celular desde 2016, além do corte nos celulares. Assim, não estão ocorrendo atendimentos de plantões noturno, finais de semana e feriados.

Conforme a Secretaria de Assistência Social, os telefones voltaram a funcionar nesta sexta-feira. A pasta também diz que não foi informada sobre a paralisação parcial de todos os conselhos tutelares e que por lei os profissionais não poderiam paralisar as atividades, sob risco de demissão e processo administrativo. A Secretaria informa ainda que as demandas estão sendo atendidas dentro do possível, mas as questões estruturais não podem ser resolvidas com rapidez devido à necessidade de licitação.

Os quatro conselhos tutelares prestam atendimento ao público das 8h às 12h e das 13h às 18h nas sedes de cada órgão. As denúncias também podem ser feitas através do Plantão 24 horas pelo Disque Denúncia de Florianópolis: 0800 643 1407.

Léo Duarte

Leonardo Duarte: Ex-menino de rua, hoje Fotógrafo, Educador Social e Conselheiro Tutelar.