Como sua cidade cuida da Primeira Infância?

criança-negra-na-escola-revista-raça-brasil2-500x3361

Esta pergunta já tem resposta para os 645 municípios de São Paulo. Isto porque, em setembro deste ano, foi lançado o Índice Paulista da Primeira Infância (IPPI), uma ferramenta que aponta os pontos fortes e as fragilidades dos sistemas de Saúde e Educação das cidades com o objetivo de orientar programas e políticas públicas.

A ferramenta pode ser uma bússola para direcionar os caminhos que gestores públicos e a sociedade local devem seguir para cuidar melhor da Primeira Infância (período da gestação aos seis anos).

O IPPI é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo em parceria com a Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) e a Fundação Maria Cecília Souto Vidigal.

Os focos são as áreas de Educação e Saúde. A ferramenta analisa aspectos importantes de cada uma. Na Educação, ela reúne dados sobre as matrículas em creches e pré-escolas, o número de docentes com ensino superior, por exemplo. Na Saúde, sintetiza informações como a quantidade de recém-nascidos com baixo peso, taxa de mortalidade neonatal, mortalidade até um ano de idade.

No site IPPI é possível acompanhar a qualidade da Educação e Saúde das cidades por meio de gráficos e mapas, da comparação dos principais indicadores entre os municípios, regiões e Estado, e de informações do perfil de cada um dos 645 municípios.

Depois de compilar esses dados, o índice define uma média para cada um dos 645 municípios, classificando-os em seis grupos, que vão das piores situações em Saúde e Educação até as cidades que alcançaram os melhores resultados e são referências em Primeira Infância.

 

Foto: https://catraquinha.catracalivre.com.br/geral/defender/indicacao/como-sua-cidade-cuida-da-primeira-infancia/

Léo Duarte

Leonardo Duarte: Ex-menino de rua, hoje Fotógrafo, Educador Social e Conselheiro Tutelar.